Escrito em por & arquivado em Direito Civil, Notícias, Notícias do dia.


Entre os dias 28 e 29 de novembro equipes do Procon fiscalizaram 41 estabelecimentos comerciais em São Paulo. Foram encontradas irregularidades em 33 delas e o principal problema foi a comunicação ruim dos descontos da promoção.

Boa parte das lojas não indicava ao consumidor o preço anterior à Black Friday e apresentou aos consumidores folhetos sem o destaque da marca ou modelo do produto em oferta.

Entre as empresas que mais apresentaram problemas estão o Burger King e McDonald’s, que foram notificadas pela inoperância do aplicativo do Mercado Pago, que seria o meio de pagamento dos produtos promocionais.

O McDonald’s ainda foi notificado pela inoperância do próprio aplicativo que também oferecia ofertas exclusivas.

O Procon operou com atendimento especial para Black Friday desde as 8h de quinta-feira até as 22h de sexta. Com informações da assessoria de comunicação do Procon.

Clique aqui para ver o balanço da operação do Procon

Fonte: ConJur