Escrito em por & arquivado em Direito Civil, Notícias, Notícias do dia.


Por decisão na 1ª Vara Cível de Águas Claras (DF), uma dentista deverá pagar danos materiais e morais a um paciente por demorar no procedimento, além de entregar um tratamento defeituoso.

O caso

Após firmar contrato para a colocação de um implante dentário, o autor da ação relata que a dentista informou que um dos implantes deveria ser aplicado no dente frontal e, para isso, ela deveria extraí-lo. E assim foi feito. Entretanto, o dente provisório caiu após um período de espera para o implante fixo, o que levou o paciente a buscar auxílio em um serviço de emergência, com outro profissional.

Assim, o paciente acionou a dentista na Justiça, para pedir restituição dos valores pagos para o tratamento, além de danos morais pelo eventual constrangimento.

Em sua defesa, a ré afirma ter concluído o tratamento e que o mesmo não incluía implante dentário. A profissional sustentou que o autor não compareceu a todas as consultas, o que pode ter prejudicado a eficiência do tratamento.

Visão da Justiça

Diante dos argumentos das partes, a magistrada entendeu que o depoimento da ré contradiz as provas apresentadas pelo autor nos autos, que indicam má conduta profissional pela prestação do serviço, uma vez que ficou evidente a falha técnica e o tratamento inadequado de acordo com o contrato.

Portanto, a ré foi condenada ao pagamento de R$ 8 mil por danos morais e, também, ao ressarcimento dos valores empregados no tratamento.

Cabe recurso da sentença.

Fonte: TJDFT